Destaque Ji-Paraná

Ação de avaliação obrigatória dos beneficários do Bolsa Família é iniciada em Ji-Paraná

O Núcleo de Apoio e Informação do programa federal ‘Bolsa Família’ (Nibf/Saúde), no município de Ji-Paraná, deu início nesta semana a 1ª Vigência de atendimento aos beneficiários. O comparecimento para o devido acompanhamento, durante este mês de março é obrigatório por Lei. A cidade conta atualmente com 4,3 mil famílias cadastradas que devem comparecer para atender às condicionalidades. Informou nesta quarta-feira (10), o coordenador da unidade, Oziel Malheiros.

Oziel Malheiros, ao Diário da Amazônia, informou que os titulares do benefício devem levar crianças de até sete anos, mulheres de 14 a 44 anos e gestantes em todas as idades. Durante o atendimento, são verificados: Peso, Altura, Análise de Estado Nutricional, Análise de Cartão de Vacina, Análise de Cartão Pré-Natal, distribuição de Vitamina/A, Hipoclorito de Sódio 2,5%, distribuição de Preservativos Masculinos/Femininos, Orientações e Panfletos informativos da Saúde. O Núcleo de Apoio e Informação Bolsa Família/Saúde, fica localizado na avenida Marechal Rondon, próximo ao Feirão do Produtor e da Secretaria de Assistência Social (Semas). Outros dois pontos também realizam o acompanhamento, sendo eles nos distritos de Nova Londrina e Nova Colina. Já o horário de atendimento acontece entre 8h e 13h30 (segunda à sexta), sendo necessário a apresentação do cartão Bolsa Família e documentos pessoais.

O Coordenador ainda alertou que o não comparecimento das famílias poderá ocasionar a suspensão ou bloqueio do benefício. “O atendimento ficou por alguns meses suspenso em decorrência da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), sendo autorizado a volta, pelo governo Federal, no decorrer do último mês de fevereiro”, esclareceu Oziel Malheiros.

Por J. Nogueira-DIÁRIO DA AMAZÔNIA 

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.