Geral Notícias Policia

“As pragas” Polícia recebe mais de 30 chamadas para conter coronafest, em Ji-Paraná

8Decreto é ignorado em Ji-Paraná, e “festas não acabam e nem ficam poucas”

A Polícia Militar, Vigilância Sanitária e AMT vem trabalhando para atender as inúmeras denúncias de coronafest em Ji-Paraná.

Na noite de sábado (27) para domingo (28), em Ji-Paraná, pasmem, foram mais de 30 denúncias dando conta de festas com som alto e aglomerações. Sobram ligações  para todos os bairros da cidade.

A verdade é que, por mais que esses órgãos se desdobrem para tentar conter a situação de falta de consciência da população, não há como evitar, porque não se trata de somente fiscalização e sim de falta de levar um bom “cacete da Polícia” para entender, que gente estão morrendo com a doença e que que a coisa é muito séria, e que não tem mais leitos.

Ocorrências:

Em uma das ocorrências, por volta das 4h:30min da madrugada o dono de uma casa de alto padrão,  com som super alto e aglomeração, após os policiais baterem por cerca de 15 minutos para abrirem o portão, ele teve a baita “cara de pau” de justificar que, não era uma festa, e sim que ele “havia estendido o jantar um pouco mais”.

Em uma outra situação em uma casa, os policiais foram xingados de “filhos da puta”, nesta ocasião o dono da casa “se ferrou”, recebeu voz de prisão e foi conduzido.

Enfim, o pesadelo das festas em Ji-Paraná, não acaba e nem fica pouco, o decreto definitivamente não funciona, serve somente para inglês ver e para ocupar o tempo da polícia, que tem mais o que fazer do que ir atrás de festas na casa dessas “pragas” que espalham ainda mais a doença, e quem paga é quem está em casa e vai trabalhar em empresas com esses indivíduos irresponsável

Se somente os irresponsáveis morressem estaria tranquilo, mas a doença não é “conto de fadas”, sem mais.

Da Redação com informações do site rondoniatual.com

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.