Geral Saúde

Servidores da educação contam com ações de conscientização e prevenção ao câncer de próstata

Nas campanhas de prevenção passadas Seduc contava com uma equipe de saúde para fazer os exames específicos que medem o nível de uma substância produzida na próstata, comumente chamada de PSA


O Núcleo de Saúde Ocupacional da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) realiza ações preventivas relacionadas à saúde do servidor da rede estadual de ensino. Neste mês de novembro, o incentivo ao cuidado masculino é enfatizado com diversas ações de conscientização, para que os mesmos realizem exames preventivos para o diagnóstico precoce de doenças que mais ocorrem neste público, entre elas, o câncer de próstata.

De acordo com Laura Cristina Anastácio Rodrigues, assistente social, o tema trabalhado pela Seduc, neste Novembro Azul, é: Homens precisam de cuidados e prevenção: um toque pode salvar sua vida!.

“Neste ano, devido à pandemia, optamos por não trazer uma equipe de saúde para realizar exames no nosso local de trabalho, o qual não cumpriria com as exigências de distanciamento social, e sim, fazer uma parceria com o Hospital de Amor da Amazônia.                                                                                                                                                                                                     Desejamos que o máximo de colegas de trabalho façam o exame e se cuidem. Nas campanhas de prevenção passadas trouxemos uma equipe de saúde que fazia os exames específicos que medem o nível de uma substância produzida na próstata, comumente chamada de PSA (sigla em inglês – Antígeno Prostático Específico), que pode ser um dos exames indicadores de câncer e também fazíamos palestras e outras atividades no prédio da Secretaria”, explica Laura Cristina.

A assistente social acrescenta que a primeira ação do Núcleo é a divulgação da oportunidade de realizar este preventivo no Hospital de Amor. Para a realização dos exames, os servidores devem preencher um formulário de agendamento.

O trabalho do Núcleo de Saúde Ocupacional durante a campanha vai além da realização dos exames, mas propõe uma ação de sensibilização para os cuidados da saúde integral do homem, incluindo a parte física e mental. Para isso, há o processo de desconstrução de tabus adquiridos historicamente na sociedade, relacionado ao cuidado que o homem deve ter quanto à saúde.

“Sabemos que existem muitos homens que ainda receiam procurar ajuda médica. Chegar para um homem e falar para ele cuidar da sua saúde, também é falar para cuidar da saúde como um todo, inclusive as suas emoções. Pois se ele não está bem mentalmente, isso pode de um certo modo atingir bastante a percepção de cuidar da saúde física. Quando trabalhamos a psicoeducação em saúde mental buscamos quebrar estigmas, inclusive, com relação aos próprios exames que identificam o câncer de próstata, entre eles o PSA que pode ser feito de dois em dois anos e o toque”, acrescenta Laura Rodrigues.

PROGRAMAÇÃO

Além disso, semanalmente, o Núcleo de Saúde Ocupacional postará conteúdos nas redes sociais no instagram (@nso.seducro).  E mais, especificamente, às sextas-feiras serão postados vídeos com temas relacionados à saúde do homem com psicólogo, enfermeiro, médico urologista, profissional de educação física, entre outros.

No dia 16 de novembro, às 19h, haverá uma live, em parceria com a Diretoria de Saúde da Polícia Militar, encerrando a campanha pelo Facebook da Seduc, com convidados: o médico urologista, Cid Olavo Scarpa Vasconcellos e o psicólogo, Renan Ramalho. O evento é uma parceria com a Diretoria de Saúde da PM, com diálogo moderado pelo sargento Uesiles Alves Jansen, enfermeiro do trabalho, na Polícia Militar de Rondônia.

Secom – Governo de Rondônia

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.